quarta-feira, 4 de maio de 2016

A centralidade de Cristo



“E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.

E ele é o cabeça do corpo da igreja; é o princípio e o primogênito dentre todos os mortos, para que em tudo tenha a preeminência, porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse. (Colossenses 1: 17, 18)


Vivemos hoje, nesse século, uma grande inversão de valores. Não apenas dentro da sociedade mas também no meio cristão.

Não é um assunto recente, mas incomoda. Estão colocando o homem como centro e esquecendo de Cristo. 


O mais triste ainda, é o próprio homem achar que é o super man, e inchar seu ego diante de multidões deturpando o Evangelho com seus falsos ensinos. 


Jesus foi o homem mais puro que pisou nessa Terra. Por acaso existe homem mais santo do que ele? Existe algum ser mais poderoso do que ele? Certamente não. E por que as pessoas insistem em idolatrar seus ídolos colocando neles a sua fé?


Eis a resposta:  o povo padece por falta de conhecimento. (Oséias 4:6)


A Palavra é a verdade revelada, e nós conhecemos por meia dela que Cristo é o único Mediador entre os homens. (1 Tim 2:5)


Vamos nos desviar desse evangelho fácil e carnal. 


Jesus é o centro das nossas vidas, dono dos nossos dias. Seja em casa, no casamento, no trabalho, ele é o primeiro. Em toda a nossa maneira de viver, devemos agradar ao Senhor de todo o coração. Nosso foco é Jesus. Tudo aqui é passageiro, vamos prosseguir para o alvo. Nele temos satisfação e com isso não precisamos de mais nada. Seja nos momentos bons ou ruins, ele permanece o mesmo. Quero terminar esse pequeno texto simples, concluindo a mensagem que mais importa agradar ao Senhor, o homem é falho e muitas vezes mente e engana por prazer e dinheiro, só em Jesus temos contentamento. Por favor, não olhe para o homem. Mantenha seus olhos fitos na glória que vai nos ser revelada. Alegre-se e exulte naquele que é Santo; Poderoso; Rocha inabalável; Soberano e Senhor!

“O Filho é o resplendor da glória de Deus e a expressão exata do seu ser, sustentando todas as coisas por sua palavra poderosa. Depois de ter realizado a purificação dos pecados, ele se assentou à direita da Majestade nas alturas.” (Hb 1: 3)

0 comentários:

Postar um comentário