quarta-feira, 20 de abril de 2016

O verdadeiro Louvor



Mas a hora está chegando, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai, em espírito e em verdade; pois são esses que o Pai procura para seus adoradores. Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.” João 4:23-24

Muito se fala sobre louvor e adoração, um tema que vem gerando muita polêmica, discussões e  acaba causando muita confusão na mente de muitos irmãos. Muitos pensam que louvar a Deus é simplesmente cantar alguns cânticos espirituais, antes do culto, ceia do Senhor, reuniões de jovens, grupos de mulheres, homens, evangelismo entre outros.
Mas as Escrituras nos mostram que o louvor e adoração a Deus vão muito mais além daquilo que presenciamos hoje.

Louvor em hebraico significa Elogio. O louvor deve cantar quem Deus é, o que Ele faz os seus Atributos. O Louvor deve ser Teocêntrico, dessa forma seu principal objetive será alcançado que é Levar Glória a nosso Pai.

Os “chamados louvores” nos tempos de hoje converge para o homem, para o perfil do homem, para suas necessidades, tudo que ouvimos e cantamos nos remete “pra mim, em mim, por mim, me dê, é meu, meus sonhos”.

“Afastai, pois, da minha pessoa o som dos vossos cânticos, porque não ouvirei as melodias das vossas liras.” Amós 5:23
 Muitas “igrejas” e seitas tentam entrar na presença de Deus para louvá-lo e adorá-lo de forma inaceitável, achamos que nosso louvor é perfeito, suave, agradável, sem mácula, mas estamos enganados, com pensamentos errôneos não somos ouvidos pelo Pai.

“Falando entre vós com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e louvando de coração ao Senhor,  e cotidianamente dando graças por tudo a Deus, o Pai, em o Nome de nosso Senhor Jesus Cristo”. Efésios 5:19-20  

Esse deve ser o nosso Louvor, como o descrito em Efésios 5, pois Deus conhece o nosso coração, e Ele procura verdadeiros adoradores, os que O adoram em verdade e espírito. Devemos ser sinceros em nosso louvar, ter um coração grato e sincero, o Espírito Santo nos ensina a adorar, não é necessário fingimento, distorções, imitações, nada forçado.

Cante a Palavra de Deus, antes de proferir qualquer cântico, compare com as Escrituras, veja se o Senhor é o centro do louvor, se é para Ele que está                   direcionada a adoração e a glória, se não for, fuja, porque o seu Eu, o seu Ego é que será enaltecido.

0 comentários:

Postar um comentário