domingo, 1 de novembro de 2015

Você diz “amém” para tudo?


Conheça a profundidade do significado dessa palavra e pense duas vezes antes de dizê-la.


Costumeiramente dita ao final das orações e até de frases, a palavra “amém” é traduzida em muitos idiomas e sempre com o mesmo sentido: “assim seja”. 

Ela é usada constantemente não só dentro das igrejas, mas até fora dela. Parecendo até, as vezes, que tem-se se tornado um “chavão”.

Contudo, “amém” significa bem mais do que a ideia que é passada e não deve ser uma mera repetição, porque assim perderia seu verdadeiro sentido. A palavra vai além do que apenas uma concordância.

Bem mais que “assim seja”

De acordo com o dicionário Aurélio, “amém” é uma palavra litúrgica de aclamação, que indica anuência firme, concordância perfeita, com um artigo de fé; assim seja.

Mas, ao buscarmos o seu significado em hebraico vemos que “amém” é um acróstico – formas textuais onde a primeira letra de cada frase ou verso formam uma palavra ou frase – que vem da frase “El melech ne emam”, que significa “Deus meu rei é fiel”. Essa afirmação trata de fidelidade. Indo mais a fundo, temos na raiz da palavra “eman”, a palavra “emunah”, que quer dizer “confiança”, indica confirmação naquilo que está escrito, firmeza sem sombra de variação e fidelidade.

E mais que uma palavra de concordância, “amém” também é uma Pessoa. O Senhor Jesus é chamado de “Amém” no livro de Apocalipse, significando que Ele é a certeza plena de que Deus cumprirá fielmente Suas promessas: “Ao anjo da igreja em Laodicéia escreve: Estas coisas diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus…” Apocalipse 3.14

Especialistas em hermenêutica bíblica afirmam que quando pronunciamos “amém” estamos associando nós mesmos ao que foi dito, validando, fazendo daquelas palavras as nossas e dispostos a nos submetermos ao que foi declarado, como se fosse nossa assinatura ao final de um documento. Não é em vão que o próprio Jesus foi quem mais pronunciou a palavra na Bíblia. O termo “Em verdade, em verdade…”, diversas vezes citados, na versão em hebraico é “amém, amém…”.

Aliás, apesar de ser tão utilizado no dia a dia, “amém” aparece 56 vezes na Bíblia, sendo 28 no Velho e 28 no Novo Testamento, revelando assim que as pessoas daquela época sabiam da força de seu significado.

Quando dizemos “amém” a algo, estamos concordando em seguir e aceitando as consequências. Por essa razão, é necessário cautela e sabedoria ao pronunciarmos essa palavra.


Pense nisso!

0 comentários:

Postar um comentário